O diamante de Leipzig

De ponta: Cobertura exclusiva do melhor em tecnologia de produção.

   

A construção perfura o céu com seus 32 metros de altura. De longe, assemelha-se à torre de controle de um aeroporto. Mas, para a maioria das pessoas, seu formato cônico lembra um diamante lapidado. Daí veio o apelido do símbolo da fábrica da Porsche. Que vem bem a calhar, pois diamantes representam uma história brilhante de sucesso. Só dois anos se passaram desde a abertura das obras, em 2000, até o início da produção do Porsche Cayenne. A fábrica de Leipzig foi construída em tempo recorde, também reservando grandes riscos para a empresa. Mas sua arquitetura demonstra coragem, e não medo. 

Paralelamente ao primeiro SUV, lá também é fabricado, desde 2003, o supercarro esportivo Carrera GT – com 1.270 exemplares de montagem manual. E como o Cayenne fez sucesso imediato como veículo off-road esportivo especial, em 2004 já foi preciso fazer a primeira das cinco ampliações da planta até agora. Os modelos Panamera e Macan foram responsáveis pelas expansões seguintes. 

Além disso, também estão chegando os veículos híbridos e elétricos, e novos modelos são constantemente integrados aos processos correntes. “Sempre contribuímos estrategicamente para a operação de Leipzig e ajudamos a desenvolvê-la “, diz Albrecht Reimold, membro do Conselho Executivo da Porsche AG responsável por Produção e Logística e integrante do conselho da Porsche Leipzig GmbH, que é subsidiária integral da Porsche AG. “Temos planos de produzir outros modelos elétricos lá no futuro.”

Produção mista:

Produção mista:

Em um dos pavilhões de montagem mais modernos do mundo, todos os modelos passam pela mesma linha de produção. Porsches Macan e Panamera, veículos com motor de combustão e acionamento híbrido e, em breve, veículos totalmente elétricos.

Uma equipe, uma linha de produção, três tipos de tração – esse lema está por toda parte no enorme pavilhão da fábrica. Em camisetas, adesivos, murais. A união é grande e a rotatividade de funcionários é mínima. Hoje, 4.300 pessoas produzem mais de 550 veículos em Leipzig – por dia. “Nosso sucesso deve-se muito à nossa equipe”, diz Gerd Rupp, “que é altamente qualificada e motivada”. Como presidente do Conselho Executivo da Porsche Leipzig GmbH, ele comanda a fábrica. Mil robôs de última geração auxiliam os funcionários, assumindo, principalmente, as tarefas ergonomicamente desconfortáveis. 

Motores reunidos:

Motores reunidos:

Os motores para o Macan e o Panamera são fabricados centralizadamente para a empresa toda e entregues em Leipzig. A imagem mostra a pré-montagem de motores e a instalação do sistema de tração.

Um destaque é o módulo 321, o “casamento” totalmente automatizado – onde a carroceria e o chassis, já equipado com o trem de força, contraem sua união para a vida toda. Para manter sempre próximo tudo que precisa estar junto, é preciso ter uma logística inteligente. Veículos de transporte sem condutor deslizam por circuitos de indução, entregando o que é necessário. Os pequenos ajudantes suportam muita carga, são rigorosamente pontuais e têm design caprichado, no visual de carros de corrida célebres da Porsche. 

Casamento tecnológico:

Casamento tecnológico:

Carroceria, motor e sistema de tração são unidos de forma automatizada.

Diretamente após as estações de composição da carroceria, pintura e montagem, cada automóvel vai para o circuito de testes da fábrica. “Além disso”, explica Rupp, “cada cliente que vem buscar seu carro pessoalmente recebe instruções em uma volta na pista. É claro que não no seu carro novinho em folha, mas em um modelo idêntico”. Até 2.800 clientes por ano optam por ter essa experiência. 

O circuito de 3,7 quilômetros, que fica em frente ao diamante, foi traçado pelo arquiteto de pistas de corrida de Fórmula 1 Hermann Tilke. O percurso de 12 metros de largura tem seis passagens de velocidade e seis pontos de frenagem, cumpre os requisitos para atividades profissionais de automobilismo e é certificado pela Fédération Internationale de l’Automobile (FIA). Ele é complementado pela pista dinâmica de 2,2 quilômetros de extensão, com trechos molhados para treinamentos de domínio e frenagem. 

Quando as obras começaram, não havia nenhuma infraestrutura – só muito espaço, que foi todo projetado pela Porsche. Do ponto de vista histórico, dois mundos se chocam no terreno acidentado de 132 hectares. O espaço que hoje se destina à montagem já foi usado para a destruição. Desde o Império Alemão até 1999, o terreno serviu para fins militares sob diferentes regimes. A faixa de terra, hoje com seis quilômetros de comprimento, abriga até antigos bunkers. O percurso off-road conta com 15 módulos, incluindo uma travessia de 100 metros na água e uma rampa radical com 80% de inclinação. O peculiar terreno proporciona experiências inesquecíveis não só na retirada dos carros na fábrica: o centro de visitantes modernizado no Porsche Experience Center oferece muita emoção ao volante a motoristas com ambições esportivas de todo o mundo, além de visitas guiadas à fábrica e experiências gastronômicas de primeira – agora também para frequentadores sem hora marcada. 

Altos padrões de qualidade:

Altos padrões de qualidade:

No controle de qualidade diário, os veículos são submetidos a testes completos. O campo de luz especial revela cada detalhe.

“Fred nem liga pra tudo isso”, diz Rupp, rindo. Em um gramado na frente da fábrica, o chefe se refere a um auroque, um dos 75 que a Porsche trouxe para o local. Fred sente-se em casa no terreno cuidadosamente renaturalizado, junto com 25 pôneis Exmoor criados soltos, três milhões de abelhas melíferas e incontáveis animais selvagens. “Assumimos a responsabilidade ecológica dentro dos pavilhões da fábrica e fora deles”, enfatiza Rupp. Enquanto pássaros, cervos e texugos desfrutam do seu novo lar nessas idílicas várzeas, a sustentabilidade também é colocada em prática na produção, com o uso eficiente de recursos, matérias-primas e meios de produção e a otimização de processos. 

A lista de honrarias da fábrica é longa: ela ganhou numerosos prêmios de proteção ambiental, biodiversidade, ecobalanço energético e aproveitamento de recursos, entre outros, como o Lean & Green Management Award em 2021. 250 fábricas de mais de dez países e 20 ramos industriais concorreram ao prêmio. 

Fomento harmônico à cultura:

Fomento harmônico à cultura:

A Porsche e a Orquestra da Gewandhaus de Leipzig são parceiras desde 2011.

A linha de produção de Leipzig é 100% operada com energia elétrica de fontes renováveis. Só os seus sistemas fotovoltaicos próprios já fornecem até 5.000 megawatts-hora por ano. Uma usina de biomassa instalada diretamente na fábrica supre o calor usado no setor de pintura, cobrindo 80% da sua pegada de carbono. No balanço total, a fábrica já atingiu a neutralidade de CO₂, e logo deve se tornar uma Zero Impact Factory – ou seja, uma unidade fabril sem pegada ecológica. 

“Tenho orgulho especial do nosso centro de formação”, diz Rupp, mudando de assunto. “É maravilhoso ver jovens dando aqui os seus primeiros passos para o futuro.” A nova ala, inaugurada para o ano letivo de 2021/2022, mede 1.600 metros quadrados. A capacitação profissional oferecida também cresceu com a unidade nessas duas décadas, de cinco aprendizes na abertura para os 120 novatos de hoje. E eles vêm para ficar. Isso também se deve à filosofia de aprendizado contínuo como chave para o sucesso. Profissionais especializados retornam periodicamente ao centro de formação para aperfeiçoamento. 

Quem trabalha na Porsche é bem visto em Leipzig. A empresa cria postos de trabalho e atrai turistas do mundo inteiro para a cidade com sua programação. A fábrica de carros esportivos patrocina a famosa Orquestra da Gewandhaus de Leipzig e concertos beneficentes, promovendo cultura para todos. Este ano, o evento Wagner 22 complementa a programação cultural da cidade – um festival de ópera em homenagem ao compositor Richard Wagner, nascido em Leipzig. No esporte, a Porsche mantém há anos o seu projeto de incentivo a jovens atletas Turbo für Talente junto com o RB Leipzig, clube de futebol da primeira divisão da Bundesliga. “Na área da educação, apoiamos principalmente crianças, jovens e universitários socialmente desfavorecidos, com programas de formação na fábrica e bolsas para o ensino superior”, prossegue Gerd Rupp. Desde 2013, a empresa também financia como fundação uma cátedra de administração na HHL Leipzig Graduate School of Management. “Chegamos e colhemos muitos frutos aqui”, avalia o chefe da fábrica, “mas também damos muito em troca à cidade”.

“Nosso sucesso deve-se muito à nossa equipe.”

Gerd Rupp

Saiba mais

550 veículos
É o número de exemplares dos modelos Macan e Panamera produzidos por dia na fábrica de Leipzig.

88%
A maioria dos veículos saem com volante à esquerda. As entregas para o mundo todo são feitas diretamente da unidade, conectada à rede ferroviária.

3 turnos
De segunda a sexta, a fábrica funciona 24h por dia, divididas em turnos. Aos fins de semana, as esteiras geralmente ficam paradas.

18%
Entre os adicionais mais populares estão os assentos esportivos. Quase um quinto de todos os veículos são equipados com eles.

1.000 robôs
Na fábrica Porsche em Leipzig, são usados robôs especiais ultramodernos, que facilitam o trabalho dos funcionários.

430 peças diferentes
Nos processos mecânicos e térmicos de junção, os componentes da carroceria do Panamera são unidos. 

Heike Hientzsch
Heike Hientzsch

Artigos relacionados

Dados de consumo

Modelos Panamera Sports Saloon E-Hybrid

WLTP*
  • 2,9 – 2,0 l/100 km
  • 66 – 45 g/km
  • 24,6 – 22,6 kWh/100 km
  • 46 – 56 km

Modelos Panamera Sports Saloon E-Hybrid

Dados de consumo
consumo de combustível combinado (WLTP) 2,9 – 2,0 l/100 km
emissões de CO₂ combinado (WLTP) 66 – 45 g/km
consumo de energia combinado (WLTP) 24,6 – 22,6 kWh/100 km
autonomia elétrica combinada (WLTP) 46 – 56 km
autonomia elétrica urbana (WLTP) 49 – 56 km
NEDC*
  • 2,7 – 2,0 l/100 km
  • 62 – 47 g/km
  • 21,8 – 17,0 kWh/100 km

Modelos Panamera Sports Saloon E-Hybrid

Dados de consumo
consumo de combustível combinado (NEDC) 2,7 – 2,0 l/100 km
emissões de CO₂ combinado (NEDC) 62 – 47 g/km
consumo de energia combinado (NEDC) 21,8 – 17,0 kWh/100 km

Macan GTS

WLTP*
  • 11,7 – 11,3 l/100 km
  • 265 – 255 g/km

Macan GTS

Dados de consumo
consumo de combustível combinado (WLTP) 11,7 – 11,3 l/100 km
emissões de CO₂ combinado (WLTP) 265 – 255 g/km
NEDC*
  • 9,9 l/100 km
  • 225 g/km

Macan GTS

Dados de consumo
consumo de combustível combinado (NEDC) 9,9 l/100 km
emissões de CO₂ combinado (NEDC) 225 g/km