Começou uma nova era

A nova área de produção do Taycan em Zuffenhausen é uma fábrica altamente moderna e única no mundo todo.

  

Modelos Porsche Taycan
Consumo de energia (combinado): 26,9–24,6 kWh/100 km
Emissões de CO2 (combinado): 0 g/km (Dados de 11/2019)

Produção em três andares

Produção em três andares

Por causa da escassez de espaço na fábrica matriz da Porsche em Zuffenhausen, a nova linha de produção do Taycan foi construída para cima. A produção do primeiro modelo Porsche 100% elétrico se dá nos pisos 1 e 2, o controle de qualidade fica no térreo. Dali, os veículos passam por uma ponte transportadora ao novo terminal de carga – de onde são enviados aos clientes. É uma nova referência na indústria automobilística: do protótipo Mission E ao produto finalizado, o projeto levou apenas quatro anos.
Prontos para construir o futuro

Prontos para construir o futuro

O Taycan anda sem emissões e é fabricado com pegada neutra de CO₂ na nova linha de montagem de Zuffenhausen. Para tal, conta com energia natural, biogás e prédios de alta eficiência energética. Assim, a nova fábrica dentro da antiga fábrica de Zuffenhausen é o protótipo da “Zero Impact Factory”.

Inteligente, enxuta e verde.
Assim é a Produção 4.0 da Porsche.

Em certos momentos, sente-se que aqui surge algo que ficará na história. O dia ensolarado enquadra-se perfeitamente na inauguração da nova fábrica do Taycan em Zuffenhausen, enquanto acontece o Salão Internacional do Automóvel. Zero Impact, a Produção 4.0 da Porsche é mais um passo avante, em direção a uma produção sem influências ambientais negativas – e, em contrapartida, com impulsos seguramente positivos para a marca. Considerando o quadro geral, foi uma proeza mais que incrível: conceber em um curtíssimo espaço de tempo, a partir do protótipo Mission E, os primeiros Porsche 100% elétricos produzidos em larga escala. E uma fábrica com pegada de CO2 neutra. Nos postos de trabalho, novas qualidades: ergonomia e digitalização que superam as linhas de montagem convencionais. Superlativos intensificados mais uma vez: a moderna linha de produção do Taycan foi erguida dentro da fábrica original. As obras não interromperam a produção do Porsche 911 e do Porsche 718. Por respeito aos vizinhos em Zuffenhausen. E tudo isso com pontualidade. Uma vitória de ponta a ponta, como habitual na Porsche. Além do impacto ambiental do produto e da fábrica, o novo mundo ocupacional do Taycan mostra em abordagem ideal como as pessoas se beneficiarão da automação e da assistência digitalizada no futuro industrial, inclusive no que tange a geração de empregos. Por isso, o novo Taycan é muito mais do que um fascinante produto – ele abre uma era de reflexão expandida. E de responsabilidade em relação a funcionários, meio ambiente e, talvez, à marca mais fascinante do mundo.

O ser humano no centro das atenções.

Novas perspectivas e muita experiência

Novas perspectivas e muita experiência

Um processo seletivo exigente: na seleção do grande quadro de profissionais especializados para a linha de produção do Taycan, a Porsche confia na combinação de novos funcionários com os experientes colegas da produção do 718 e 911. A meta é agregar na equipe do Taycan talentos e expertises muito diferenciados.
Mais de 2.000 cargos novos

Mais de 2.000 cargos novos

A linha de produção do Taycan também gerou novos empregos.

1 bilhão de euros foram investidos pela Porsche nas novas instalações
de produção

Zero emissões. A Porsche fabrica em Zuffenhausen com pegada de CO2 neutra

170.000 metros quadrados é a área necessária para a produção do Taycan em Zuffenhausen. Isso equivale aproximadamente à metade do Estado do Vaticano

Edwin Baaske
Edwin Baaske